Você está aqui
Principal > MAC > Assassin’s Creed 2 – Um novo vislumbre e mais um deslumbre

Assassin’s Creed 2 – Um novo vislumbre e mais um deslumbre

Assassin’s Creed 2 veio como uma grande e grata surpresa para os fãs desta série, que na estreia já conquistou uma legião enorme de curiosos e interessados seguidores, fisgados pelo equilíbrio entre jogabilidade e beleza, assim como de ficção e fatos reais.

Só que para deixar todos os fãs nervosos e desconfiados, a Ubisoft anunciou que o segundo jogo da série não contaria com Altair, pelo fato de que o segundo jogo se passaria no período da renascença, e que novos personagens seriam apresentados.

No princípio os fãs se dividiram entre os que acreditavam em uma grande sequência e os que temiam o comum fracasso da sequência, principalmente por terem retirado o carismático Altair, e com ele o clima medieval.

A cada trailer que saia, os fãs ficavam, mais e mais divididos, ate o momento de ver o primeiro gameplay.

Porém, como ocorre com grandes histórias e personagens, o que nasceu como um game, transcendeu essa mídia e esse público, e começou a surgir em mídias mais tradicionais, levando um pouco desse universo para seus públicos.

Já que o game por essência já é uma convergência de varias mídias convencionais, o que na minha humilde opinião, é o ápice da comunicação e entretenimento, o ambiente onde convergem várias formas de expressões artísticas, e que só se faz completa, e ao mesmo tempo única, com a participação do individuo, que acaba por dar um sentido pessoal ao interagir com esse conteúdo, especialmente no gênero Sandbox, que é o estilo que mais põe o controle da experiência nas mãos do jogador.

Dai nasce a necessidade de ir a outras mídias, as tradicionais, uma busca levar um pouco desse universo para um outro público, já que os gamers naturalmente apreciam essas mídias, já que são partes componentes do game, e são um suporte interessantíssimo para expandir o universo e ampliar o envolvimento com a trama.

A primeira expansão do universo de Assassin’s Creed foi para vídeo, e para surpresa de muitos a adaptação ficou ótima, produzida pelo mesmo estúdio responsável pelo filme 300, e veio em 3 curtas metragens, que serviriam como introdução para o segundo título da série, e mostrar que a série tinha apenas arranhado a superfície da trama que se desenrola dentro do universo de ficção e realidade de Assassin’s Creed.

Assassin's Creed Lineage

Os curtas tinham o objetivo de aumentar a expectativa dos gamers pelo segundo jogo, sendo lançados no YOUTUBE, um a cada semana antes do lançamento do game, mais é fato que os curta acabaram por agradar bastante aos demais públicos, recebendo elogios e deixando uma bela interrogação sobre um longa para os cinemas.

Nos curtas todos são surpreendidos com o fato de o protagonista não ser o do game, mais o seu pai, também somos apresentados ao grade vilão do game, o Rodrigo Borgia, e o principio de sua escalada ao Papado.

Rodrigo Borgia - Papa Alexandre VI

Devo frisar, que em verdade, o personagem principal da série é Desmond Miles, que se encontra no futuro, o que é o presente no game, e está através do Animus equipamento que permite acessar memorias de seus ancestrais diretamente ligados geneticamente a ele.

Lucy e Desmond no Animus do Clã Assassin's

A crônica no presente evolui e cresce de forma espantosa e bem desenvolvida nesse game, nos apresentando mais dois personagens do clã Assassin e muito mais informação do que ocorre na batalha do presente.

Mais é na parte da crônica que se desenrola na Renascença onde se vê que Assassin’s Creed 2 elevou além das expectativas absolutamente tudo que havia no primeiro, e o que se esperava para sequencia, uma crônica mais rica, personagens mais desenvolvidos, dezenas de personagens e fatos históricos, e a genial inserção do carismático e brilhantemente desenvolvido Leonardo Davince, que passa a ser a alma de Assassin’s Creed 2 e um dos principais pilares da crônica, já que provem dele a solução de grandes mistérios e de toda a tecnologia dos equipamentos utilizados por Ezio.

Para fechar, tudo o que a trama já mostrara de detalhada e interessante, o game possui uma jogabilidade ainda mais rica e fluida, tendo recebido uma gama muito maior de armas e habilidades que o esperado, coroando o game como um dos mais bem avaliados jogos do ano.

[nggallery id=34]

E para fechar com chave de ouro esse pequeno review, o Assassin’s Creed 2 tem mais uma vez, uma ambientação impressionante, capaz de surpreender qualquer gamer, e que deixa qualquer pessoa deslumbrada, tamanha a riqueza de detalhes na ambientação das cidades, e em especial da cidade de Veneza.

[nggallery id=35]

Fica um aviso, a todos que se envolverem com a trama e decidirem jogar, esse que para mim é um dos mais envolventes e mais bem cuidados jogos que já tive o prazer de experimentar, se prepare, o final é um dos mais surpreendentes e emocionantes que já experimentei.

Top