God of War com Cabo AVI    |    God of War com Vídeo Componente

Plastation 2 em High-Definition – parte 2 – HDMI

Por: Adilson Bonan

Introdução:

A parte I sobre alta resolução no Playstation 2, feita pelo Cezar ficou muito bem explicativa diga-se de passagem e ajudou inúmeros usuários/gamers, inclusive eu. Ela ficou tão bem feita e explicativa que eu até fiz um belo comentário no post contando minha experiência, o que acabou gerando um convite da parte do Cezar para escrever a parte 2 desse artigo.
A parte 1 ensinava a configurar o Playstation 2 e um macete via configuração do chip (Matrix ou Thunder) para melhorar a qualidade do via cabo componente. Quem ainda não leu a Parte 1 vai lá dar uma olhada.
O Playstation 2 ou simplesmente PS2, é o vídeo game mais vendido da história e já vendeu mais de 160 (cento e sessenta) milhões de unidades do ano 2000; e ele continua sendo vendido. Eu mesmo já tive dois em casa, porque cada um queria jogar um jogo diferente, dai comprei um segundo e a briga parou. rsrs

A seguir temos o PS2 FAT, modelo maior e o PS2 SLIM que saiu depois e era bem “magrinho” e um PS2 customizado.

Eu tive um transparente desses aí, e todo mundo paga pau pra ele quando iam lá em casa, até o dia que eu estava com a mão com gordura de pipoca e deixei cair uma garrafa de Coca-Cola de 2 litros em cima dele. Fica a dica, coma pipoca depois de você jogar, senão já sabe né? rsrs

PS2 em Alta resolução via cabo S-Vídeo ou cabo Vídeo Componente.

Duas formas simples de por seu PS2 em alta resolução, caso sua tv tenha entradas de de Vídeo Componente e/ou de S-Vídeo, é só conectar o cabo e seguir as instruções da parte 1 de como por o Playstation 2 em alta resolução, e caso sua tv tenha suporte ao recurso progressive scan, você obterá uma imagem 100% perfeita e nítida.

Com o cabo tipo RCA (cabo normal do PS2) é possível 480i de resolução (resolução padrão do PS2) e com os demais cabos 480p de resolução. O “i” vem de intercalado e o “p” vem de progressivo, mas não se engane, a resolução de 480p é muito, muito melhor que a 480i bem como as cores, o contraste e a nitidez.

PS2 em Alta resolução via cabo HDMI

A maioria das TVs de LCD/LED/PLASMA de hoje, bem como os Home Teathers, só tem entradas/saídas por cabo HDMI.
Logo a solução via cabo de vídeo componente não se aplica.
Como resolver? Simples, basta comprar um adaptador cuja função é receber as 3 (três) ou 4 (quatro) ou 5 (cinco) pontas do seu cabo do PS2 e do outro lado sai convertido para um cabo HDMI que deve ser ligado na TV em questão.
A seguir, esses modelos funcionam apenas como adaptadores, ou seja, para você pode ligar o PS2 com HDMI.

Locais onde é possível comprar :a) YPbPr_to_HDMI_Converter_for_Wii
b) For_Wii_PS2_PSP_Xbox_YPbPr
c) ypbpr_to_hdmi_converter_for_wii
d) component-video-ypbpr-to-hdmi-converter-box-with-spdif-audio-input
e) 4-in-1-hd-component-cable-for-xbox-360-wii-ps2-ps3-2m-33846 (é um cabo multiconsole que pode ser usando no Xbox 360, Wii, PS2 e PS3) 

PS2 em Alta resolução via conversores/adaptadores com upscaling

Bom, como vimos agora, já sabemos que há cabos e adaptadores que permitem ligar o PS2 + HDMI. Mas vou te contar algo melhor… deixa isso pra lá; como assim? Calma, ao invés de comprar um adaptador compre um adaptador/conversor que faz upscaling.

O que isso faz? Simples, esses conversores dobram a resolução do PS2 de 480i ou 480p para 720p ou 1080p, dependendo do modelo que você adquirir.

Na minha opinião, chegar em 720p com o PS2 já é “mil de bom” como diz o ditado. Esses adaptadores tem um chip/processador interno e pegam a resolução que sai do PS2 que é 480i e fazem o upscaling para 720p ou 1080p. Mas vale lembrar que nem todo jogo é “bem” feito no PS2 e com esses jogos o ganho com upscaling até fica feio, mas se for um jogo “bem” feito, aí sim você vai delirar em saber que isso é possível.

A seguir alguns conversores desses que estou falando aqui. Prefira um modelo de conversor que já possua upscaling (aumento de resolução).

Locais onde é possível comprar:
a) VGA_HDMI_Converter_with_Real_Scaler
b) ps2+hdmi+converter&tcid
c) ps2+hdmi+converter

Como comprar?
1) Em primeiro lugar você deve fazer uma pesquisa com bastante calma no google, pois la fora tem milhares de produtos muito iguais um ao outro… tem até a cópia da cópia, por isso o cuidado. Mas você pode começar usando os links que temos aqui no post.
2) Prefira o modelo que já faz upscaling de resolução pois você vai ter uma imagem maravilhosa em seu PS2. Mas cuidado, eu já vi o mesmo produto com dois nomes diferentes. No meu caso eu comprei esse branquinho que está na primeira foto aqui.
3) Tenha um cartão de crédito internacional para pode realizar suas compras.
4) Alguns sites oferecem cadastro como o Mercado Livre e o Ebay… dê preferência a esse tipo de site pois você poderá fazer o rastreamento do seu pedido.
5) Tenha paciência, pois leva de 30 (trinta) dias a 45 (quarenta e cinco) dias… lembre-se esse produto vem lá da China, caso você não compre de um outro país.
6) Troque e-mails com a loja que você vai comprar, uma loja de responsabilidade geralmente responde seus emails, os meus foram respondidos, uns em 24 horas outros levaram 10 (dez) dias, mas responderam. Use o idioma inglês, é o idioma dos negócios, não invente moda. rsrs
Meu cenário:
A seguir coloco algumas fotos da minha experiência. Veja que o PS2 está ligado em um projetor FullHD com cabo HDMI e observe o tamanho da imagem que está sendo mostrada na parede. Para ficar boa assim, use a dica da parte 1 do Cezar e o que eu ensinei aqui, no meu caso eu comprei o aparelho branquinho.

Valeu pessoal, espero ter ajudado a galera ai. Dúvidas ou comentários serão bem vindos. Um grande abraço.

Sobre mim:

Sou Adilson Bonan, fanático por games. É dono de um PS1, PS2, PS3, PSP, XBOX 360, Nintendo Wii e 3DS além de possuir um Dingoo A380. Mas me divirto muito mais no PS2 e no Wii pois tem uma ideia de jogo mais casual e mais divertido onde a família e os amigos são mais receptivos.

 

the-humble-6--top

The Humble Indie Bundle 6 – Quer pagar quanto?

Me perdoem pela infame citação de velhos comerciais irritantes da tv, mais o fato é que o The Humble Indie Bundle 6 é isso mesmo, você paga quanto quiser, e ainda decide para onde vai a grana.

Bem esse é o preceito do Humble Bundle em si, e conforme vai passando o tempo novos bundles (pacotes, ou venda casada, como é conhecido no Brasil) com jogos diferentes vão surgindo com esse mesmo preceito.

Se engana quem pensa que os games vendidos aqui no pacote são games “fraquinhos”, você pode ter essa impressão pelo fato de estarem sendo vendidos a quanto quiser pagar, mais se engana quem pensa isso, e se o nome Indie (de independente) der essa sensação, pode ir revendo seus conceitos, pois foi-se o tempo em que games independentes eram sinônimos de produto inferior, só para começar a arrebentar com esse preconceito temos o Torchlight desenvolvido por nada menos que os criadores de Diablo 1 e 2, pois é, gente grande.

De quebra temos ainda a trilha sonora dos games, e se você deixar de ser pão duro e pagar mais que US$6.24 (mais ou menos uns 13 reais) você além de levar o Rochard, Shatter, S.P.A.Z (Space Pirates and Zombies), Torchlight, Vessel, de contribuir para duas ongs dos games a EFF (The Electronic Frontier Foundation) e a Child’s Play Charity, e de levar as trilhas sonoras dos games, você ainda leva mais 5 jogos, o Dustforce, BIT.TRIP RUNNER, Gratuitous Space Battles, Jamestown e Wizorb.

E se mesmo com isso tudo de vantagem você ainda ta com desculpinha, os jogos são DRM free, ou seja, sem sistema de autenticação online, é só baixar instalar e jogar a vontade.

Ainda está de mimimi, são Cross-platform ou seja, tem versões para Windows, Mac OS X e Linux.

E se você ainda assim é como um colega meu que só compra jogo se for no steam, pois é essa desculpinha também não vale, pois o The Humble Indie Bundle 6 tambem libera as chaves para registro no steam.

Para encerrar de vez o mimimi veja o vídeo, e constate que os games são fodas.

E aproveite que esse tipo de coisa não dura, está lá o contador no topo da pagina do The Humble Indie Bundle 6, corre antes que acabe.

new-ps3-slin-575x331

O novo modelo Slin do Playstation 3

Já esta à venda o novo modelo slin do ps3, na verdade são 2 novos modelos, um com hd de 250 gb e outro com HD de 500 gb.

O novo modelo é menor e mais leve que o slin anterior, e se comparado com o primeiro modelo é bem pequeno, 25% menor e menos da metade do peso.

O design base foi mantido, e ganhou um detalhe com frisos no topo e uma tampa deslizante.

segue ai também um unboxing para ver os detalhes, não esqueça que ele ainda não vem com o cabo HDMI, como você vai ver no vídeo lembrando que o bundle que está no vídeo fatalmente não será encontrado no Brasil.

O que não ganhou uma reduzida foi o preço, que continua o mesmo, e aqui, fatalmente vai ser mais caro, já que é novidade.

comz_humble_bundle_v

Temporada para comprar jogos indie

Você já parou para pensar quanto vale um game? Bem, e se você podesse escolher o quanto pagar por vários deles?

Essa é a ideia por trás do Humble Indie Bundle. Uma seleção de quatro jogos indie pelo valor que você achar que eles valem. Superbrother: Sword & Swofcery EP, LIMBO, Amnesia: The Dark Descent e Psychonauts. Esses são os jogos que podem ser comprados por qualquer valor que o jogador ache justo e possa pagar. Mas além desses, ofertando mais que US$ 8,37, o comprador leva mais quatro jogos: Bastion, Lone Survivor, Braid e o Super Meat Boy.

Como se já não fosse bom o suficiente, os jogos ainda vem com suas respectivas trilhas sonoras e são (quase) completamente cross-platform, ou seja, versões para windows, mac os e linux podem ser baixadas sempre que disponíveis. Para os usuários Steam, são disponibilizadas as chaves para ativação de todos os produtos comprados, na plataforma. Outro fato interessante é a possibilidade de escolher quanto do valor pago pelos jogos vai para os desenvolvedores, para caridade e para a equipe Humble.

Quem estiver vendo esse post no lançamento e tenha interesse no pacote, corra, pois o atual só dura (aproximadamente) mais 3 dias. Se você perdeu essa, é só ficar ligado aqui no ComZ Games e aproveitar novidades futuras.

scp-087

SCP-087 – Um estudo de terror!

Se você gosta, e consegue se divertir com filmes de terror, provavelmente também irá gostar do jogo apresentado nesse post.

Se trata do SCP-087, que na verdade é um estudo realizado da engine Unity e desenvolvido em dois dias, segundo o próprio desenvolvedor.

SCP é a sigla para Procedimentos de Contenção Especiais (Special Containment Procedures) e diz respeito a uma espécie de organização quase secreta responsável pela contenção de artefatos e criaturas sinistras e, de modo geral, que colocam em risco a raça humana. Muito bonito, mas qual a relaçã dessa organização com jogos? Bem, aparentemente essa organização possui um site na web, ou um site foi criado por terceiros, para divulgar “segredos” da mesma. Esse mesm site possui a história do SCP-087 e vários outros.

O SCP em questão se consiste na transcrição de uma experiência realizada com indivíduos que tinham que descer por um lance de escadas de profundidade desconhecida, num ambiente sem qualquer tipo de iluminação natural ou artificial, salvo uma lanterna que carregavam. Com esse clima de tensão e sem mais spoilers eu deixo vocês com um algumas informações e links úteis e um gameplay comentado do jogo, feito por um canal parceiro.  A página da história em questão pode se acessada aqui. Download do jogo para windows e mac.

asphalt6_top

Asphalt 6 Adrenaline – um espetáculo para smartphones

Games para celular não são novidade alguma e já estão nos divertindo há algum tempo, mas com a modernização dos aparelhos a coisa atingiu outro nível, e pra explicar melhor o quão avançado esses “joguinhos” ficaram, trago até vocês uma pequena resenha do jogo Asphalt 6 Adrenaline HD.  A franquia é uma velha conhecida para quem admira games de celular (desde a época dos joguinhos em java) e sua criadora, a Gameloft, avacalhou (no bom sentido) nesse último game.

Com gráficos belíssimos jogabilidade muito boa e uma trilha sonora eletrônica que casa perfeitamente o game nos leva ao mundo das corridas, onde o jogador percorrer diversos países competindo contra os adversários e acumulando pontos para equipar seu carro ou comprar outro e, diga-se de passagem, os carros e motos estão entre o sonho de consumo de muitos marmanjos (Lamborghinis, Ferrari, Maserati, Audi, Ducati entre outros) com possibilidades de customização.

O quesito velocidade me ganhou logo de cara no game, apesar de não ser realista, a “brincadeira” de pilotar um carro a 470 km/h e voar mais de 20 metros em uma rampa destruindo os adversários na aterrisagem coloca qualquer lei da física no bolso e garante muita diversão para quem quiser. (sem falar que a narradora do game garante boas risadas com suas piadinhas e tiradas sarcásticas).

Mas, como nem tudo é perfeito, achei o game curto e devido aos gráficos você vai precisar de um smartphone com um poder de processamento legal para poder usufruir deste game. Então se você curte corridas, carros velozes e muita diversão Asphalt 6 é a dica da vez. (disponível para android e iPhone).

zombiesegames--top

Zumbis e games: Uma parceria de sucesso.

Por: Chino

Salve, salve rapaziada tudo bem? Hoje vamos falar sobre uma mistura que é sinônimo de sucesso, ou seja, Zumbis e Games.

Para começar nossa história vamos diretamente parar em 1932, ano em que foi feito o primeiro filme de zumbi cujo titulo é White Zombie dirigido por Victor Halperin e estrelado pelo mestre Bela Lugosi que fazia o papel do maléfico Legendre, que, no Haiti, transformava pessoas saudáveis em trabalhadores zumbis com a ajuda de uma poção misteriosa.

Se quiser ver o filme completo está ai o abaixo, pois ele está liberado completo no Youtube.

Graças a atuação do Bela Lugosi esse tipo de filme caiu nas graças da galera e rendeu uma sequência chamada Revolt of the Zombies, de 1936. Adiantando um pouco o tempo chegamos ao ano de 1968 onde o diretor americano George Romero recria a origem dos mortos-vivos transformando os mesmos em cadáveres comedores de cérebros e nos presenteando com o “pai” dos filmes de zumbi modernos: A Noite dos Mortos-Vivos. (que rendeu continuações e remakes)

Adiantando o tempo mais um pouco vamos para o ano de 1993, onde a Lucas Arts em parceria com a Konami lançou o “fodástico” Zombies Ate My Neighbors deixando a molecada da época (incluindo esse que vos escreve) totalmente pirada e abrindo um leque maravilhoso de opções para os apreciadores do gênero zumbi.

Ainda podemos citar mais games clássicos onde os zumbis fazem (mesmo não sendo os personagens principais) a festa como, por exemplo, o Ghouls n’ Ghosts (game de plataforma clássico), Alteread Beast (um dos games mais difíceis que surgiram no mega drive).

Indo ainda mais para frente não poderíamos esquecer-nos de um dos maiores clássicos de zumbis de todos os tempos e é claro que estamos falando do mega-foda Resident Evil criado por Shinji Mikami e desenvolvida pela Capcom. Esse, sem dúvida, catapultou e recriou o gênero survival horror zumbi rendendo várias continuações e filmes.

Atualmente o zumbis estão dominando o mercado de games de PC com uma saraivada de títulos como Dead Island (com um trailer fantástico), Left 4 Dead, Dead Rising I  e II, além de várias DLC para games como Borderlands, Call of Duty  e muitos outros.

Como vocês podem ver os nossos queridos zumbis chegaram, definitivamente, para ficar e ainda vamos ter muitos e muitos mortos-vivos caminhando a procura de cérebros fazendo a nossa alegria.

nfstherun_top

Michael Bay’s Need for Speed The Run TV Commercial

Michael Bay para quem não sabe é o diretor dos 3 Tranformers no cinema, logo, quem assistiu os filmes sabe bem que, carro, velocidade, ação e explosões é com ele mesmo, e o  Need for Speed todo bom gamer já sabe o que é. Agora, para quem tá meio por fora ou não gosta do estilo, o “The Run” é o novo titulo da série, que se desmembrou em vários sub-estilos, e este novo game inicia mais um, numa parada meio Cruis’n USA, onde o protagonista entra numa corrida que vai atravessar os estados unidos.

Mais voltando ao ponto inicial, o senhor Michael Bay foi convidado pela EA para dirigir um comercial de TV, e na minha modesta opinião, ficou nada menos que alucinante.

E para quem gosta de saber como foi o processo, acompanha ai:

Games para Gamers ou não